2012 começou e você 'tá' perdido? O GON te ajuda...

Com Jesus nunca vai faltar estepe quando os pneus furarem na estrada da sua vida. ;)

Simplesmente perdoar

Nos afastamos de Deus. Sim por que a falta de perdão é falta de amor. Logo, falta de amor é falta de Deus. Com Deus longe deixamos espaço para o "orgulhoso" agir.

domingo, 31 de julho de 2011

A beleza real


Já faz bastante tempo que se vem criando uma imagem distorcida do significado da beleza, principalmente, a da mulher. Propagandas são realizadas para ferir a autoestima das pessoas e fazê-las com que se iludam com a futilidade de uma beleza idealizada, irreal. Esse é um dos meios pelos quais a sociedade se infesta de contravalores e cai nas ciladas contra a feminilidade e a favor da “mulher-objeto”. Em maior parte, os jovens e os adolescentes são influenciados.

Nesse contexto, falar de valores é algo “fora de moda” para quem não se preocupa com sua integridade, mas muito importante para quem deseja compreender o verdadeiro conceito de beleza. De fato, cada vez mais pessoas estão cegas com a visão irreal sobre a busca pela perfeição e, infelizmente, acreditando em muitas loucuras espalhadas por aí. Isto é muito perigoso, pois pessoas se anulam em troca de coisas dispensáveis às suas existências. Por isso, é necessário nos questionarmos: o que há de interessante numa beleza irreal?

Se "nada" for a resposta, por que aceitamos as mentiras que tentam nos convencer que o comum é ter a imagem perfeita, o carro perfeito, a casa perfeita, o parceiro perfeito, e assim em diante? E mais, até quando aceitaremos tanta enganação?

É através desses questionamentos que precisamos aceitar a realidade e viver dignamente; esquecer de olhar somente os defeitos e investir nas qualidades, sem exageros; adquirir valores mais humanos. Podemos começar tendo o nosso próprio ponto de vista acerca de nossa missão, para sabermos usar nossos dons a serviço do bem e não apenas de nós mesmos. As pessoas nunca alcançarão a perfeição física, e se não forem, no mínimo, íntegras, estarão muito longe de uma vida feliz.

As figuras mais incríveis (Jesus Cristo, Madre Teresa, São Francisco de Assis e muitos outros) que conheço não se vangloriam de seu físico e não o exploram, ao contrário, transparecem o amor que possuem por si e, principalmente, pelos irmãos. Observo nelas o verdadeiro auge da autoestima. Por isso, devemos ser reais, amar-nos e investir em nossa beleza interior. Não há nada mais belo do que sermos admirados por quem realmente somos.

O Destrave divulgou no Twitter a próxima reportagem que farão e que será sobre a #DitaduraDaBeleza. O @gobranova, além de relembrar deste post de 2009, coletou esse artigo da @ndemartino para incentivar o estudo sobre um tema que permeia o cotidiano de todos os jovens. O mais legal é que quem gosta de escrever pode enviar uma matéria sobre o assunto a partir deste formulário no site do projeto. Corre lá!

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Balada não é pecado... saiba curtir!


O pecado não está na balada que participamos e sim nas atitudes das pessoas, podemos pecar até mesmo dentro da igreja, como podemos estar num point à noite e não cometermos pecado algum, o que precisamos saber é que devemos ter responsabilidade em todas as nossas atitudes. Não podemos deixar de ir à igreja, buscar o encontro com Deus, para ir à farra o tempo todo, mas por outro lado podemos muito bem conciliar nossas atividades dentro da igreja com a diversão responsável que queremos ter.

Por exemplo, sou coordenador de pastoral, e de sábado vou ao grupo de jovens, depois me reúno com os amigos e vou curtir alguma balada, pode ser por exemplo um barzinho que gosto que rola show de rock, vou lá com eles, trocamos algumas idéias, conhecemos novas pessoas, curtimos o som, fico lá até umas duas da manhã e volto pra casa. Aí eu pergunto: Onde está o pecado nisso?

Pelo contrário, indo a esses lugares conheço pessoas que estão desorientadas, e posso até servir ao Senhor, procurando conversar com elas, fazer amizade, e mostrar pra ela que buscar uma proximidade maior com Deus é muito bom e inclusive eu terei um fator muito importante para me auxiliar, que é o fato que ela já tem uma certa simpatia por mim, afinal aparentemente gosto das mesmas coisas e lugares.

video
Live it Up - Group 1 Crew

É preciso, ir além, afinal, de que adianta ficarmos de forma simplória evangelizando evangelizados dentro da igreja somente? Não é melhor levar a palavra de Deus aos que não a conhecem? O próprio Jesus não disse que quem precisa de remédio é o enfermo?

Então vamos lá, vamos parar de olhar com crítica aqueles que agem de forma diferente da nossa, e achar que porque fazem coisas do mundo estão pecando, pois não é bem assim.

Vivemos no mundo, mas não somos do mundo, mas podemos usar o mundo de forma consciente, afinal Deus criou o mundo para nós, seus filhos, o problema é que muitas vezes, nós na nossa fragilidade o estragamos.

Vamos à Luta! Evangelizar não é somente ficar de joelho dobrado dentro da igreja, afinal de nada adianta uma fé sem obra, precisamos nos mexer e agir. Atitudes muitas vezes valem mais do que oração. Pense nisso, e descubra uma forma melhor de viver.

Agora queremos saber a sua opinião sobre esse artigo de Gregório Martinez. Vote aí!

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Olhar Interior: Os traços da maturidade


O homem contemporâneo, solicitado por estímulos que o bombardeiam dia e noite, sente dificuldades em efetuar uma síntese harmoniosa de todas as suas potencialidades que trás no corpo e na alma. Nem sempre a educação que recebe na família, escola ou mesmo na Igreja ajuda o homem, oferecendo subsídios fundamentais para conseguir esta síntese harmoniosa que leva ao perfeito amadurecimento.

Este estudo pretende auxiliar o jovem neste fascinante caminho junto com Jesus de busca desta harmonia interior, desta plenitude de vida: "Eu vim para que todas as ovelhas tenham vida, e a tenham em abundancia" (Jo 10,10).

A partir da Graça de Deus, veremos como o homem pode lançar se nesta aventura do desenvolvimento de todo seu potencial humano: corporal, psíquico, afetivo, social e espiritual, até desabrochar uma personalidade saudável, feliz, ativa e criativa, cheia de graça, "até atingirmos o estado de homem perfeito, a estatura da maturidade de Cristo". (Ef 4,13).

O processo de maturidade dura a vida toda, pois a pessoa humana nunca é completamente amadurecida. Para darmos passos concretos de crescimento neste longo caminho de busca da maturidade, que pode ser entendido como busca de santidade, ou da "vida em abundancia" ou ainda da plenitude de todas as nossas capacidades e talentos, precisamos refletir os traços da maturidade humana.

A RCC Jovem aproveitou o estudo escrito pela Comunidade Shalom para publicar cada um dos seis traços em sua página de formação. Nos links a seguir é possível ler as reflexões: 1° traço: Prevalência da extroversão; 2° traço: Domínio sobre a afetividade; 3° traço: Prevalência do amor oblativo; 4° traço: Avaliação objetiva de crítica; 5° traço: Sentido da responsabilidade; e 6° traço: Capacidade de adaptação.

À luz do Espírito Santo de Deus, pretendemos contribuir neste processo lento e maravilhoso do nosso amadurecimento integral.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Os perigos das Mídias Sociais


Como grupo de jovens do século XXI, o Obra Nova participa de muitas mídias sociais na Internet. Embora pareçam seguras, elas podem ser utilizadas de maneira errada por seus usuários. Por isso, recolhemos um texto, que Charles Cadé publicou em seu blog, para refletirmos sobre o bom uso dessas ferramentas (afinal ninguém quer correr perigo).

Há inúmeros fatores positivos proporcionados pela web 2.0. Cada vez mais há, por exemplo, produtores de conteúdo; relações sociais são ampliadas etc. Porém, há também fatores negativos, que muitas vezes são ignorados. Veja os cinco pontos listados por Alexander van Elsas, acompanhados de algumas ponderações minhas.

Roubo de identidade
Roubar a identidade de alguém é mais fácil do que se pensa. Além disso, o Google tem uma memória de elefante. Podemos encontrar nomes, datas de nascimento, membros da família, histórico do trabalho, da escola etc. Da mesma forma é possível achar endereços de e-mail, informações de cartão de crédito… Isso pode ser utilizado para trotes on-line, para compras não requisitadas, dentre outras atividades. Vale lembrar que, apenas pesquisando em sites de busca, um hacker conseguiu encontrar os dados necessários para identificar a senha do e-mail no Yahoo! de Sarah Palin, então canditada à vice-previdência dos EUA pelo partido republicano.

Tudo que faz on-line pode ser usado contra você
Atividades antigas, do período do colégio, como postar fotos online; Pontos de vista sobre temas polêmicos, como política, religião, preferência sexual etc. Informações descontextualizadas ou opiniões que já não expressam suas posições atuais podem ser utilizadas de maneiras que não foram pensadas por você. Isso porque não temos controles sobre os dados sobre nós que estão armazenados na web. Há quem participe de comunidades no Orkut por gracejo, mas que são avaliadas negativamente por headhunters. Para piorar, muitas pessoas fazem cadastros em diversos serviços on-line, mas não visitam novamente essas páginas, deixando vários dados expostos. O ideal seria proteger esses dados -já que as redes social procuram, de certa forma, melhorar seus sistemas de proteção à privacidade – ou simplesmente apagar algumas contas de serviços que não são utilizados.

Com quem você está falando?
Na internet, muitas vezes quantidade é confundida com qualidade. Nas redes sociais, por exemplo, adicionam-se vários amigos, que na verdade são meros contatos (alguns nem se tem certeza de quem realmente são). Isso se torna perigoso principalmente para usuários menos experientes de internet, crianças etc. Pode parecer uma discussão equivocada, mas num país em que há idosos que pedem ajuda a pessoas desconhecidas em caixas de auto-atendimento, o debate torna-se relevante.

Cuide com o que você tem colocado por aí. Preserve sua privacidade, pois nunca sabemos quem está do outro lado da tela e quais são suas intenções.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Somos cidadãos do céu


O Reino de Deus está próximo. Por isso, levante a cabeça, reanime-se, porque a nossa libertação se aproxima. Essa é a grande esperança dos guerreiros do Senhor. É essa esperança que devemos viver, que nasce de uma certeza: o Senhor virá em breve. É essa certeza e esperança que temos de levar a muitos. O mundo e a própria Igreja estão carentes disso. Nós somos os guerreiros na esperança!

O Pai tem uma morada para cada um de nós no céu. Essa é a esperança que precisamos assumir cada dia mais e proclamar aos quatro cantos da terra. Temos lá uma morada: somos cidadãos do céu!

Pousada é o lugar em que ficamos para descansar, para no dia seguinte continuar a caminhada. Morada, porém, é o lugar onde a pessoa permanece, e não um lugar de passagem. É lugar para morar, para permanecer. Há no céu uma morada para a sua família.

Sempre comparo as moradas do céu com a beleza dos arranjos de flores. Sua família é um arranjo, e o Pai precisa de você para que toda a sua família possa morar no céu. Há lugar para ela.

Jesus foi na frente para preparar o nosso lugar. Há um lugar no céu que é somente seu, e isso não é egoísmo; pelo contrário, é uma grande responsabilidade. Ninguém poderá ocupar esse lugar, porque Jesus o preparou e reservou exclusivamente para você.

Já imaginou a dor no coração de Deus se encontrar seu lugar vazio? Nosso Senhor Jesus Cristo se humilhou, se fez homem e morreu numa cruz, para que você ocupasse o seu lugar no céu. Ninguém pode faltar!

Aproveitamos esse texto, escrito pelo Monsenhor Jonas Abib, para divulgar nossa playlist do CD Estrangeiro Aqui, do ministério Comunidade Shalom, que está hospedada no Grooveshark. Você pode ouvir enquanto navega pela internet. Aperte o play!

domingo, 24 de julho de 2011

A virtude da Castidade


por Diana Garcia

A castidade é uma virtude. A virtude é uma qualidade ou característica estável. As virtudes, portanto, não são atos ou sentimentos passageiros, ou é até mesmo momentâneos. As virtudes são permanentes e, a semelhança de outras qualidades que não são dadas naturalmente, devem ser adquiridas durante algum tempo e não se perdem com facilidade.

A virtude da castidade faz parte da virtude cardeal da temperança, que tende a moderar as paixões e os apetites da sensibilidade humana. A temperança é a virtude que afeta os prazeres da comida, bebida e da sexualidade. A castidade é o aspecto, ou parte da temperança, que se refere aos prazeres da sexualidade.

A castidade tem como finalidade imediata ordenar toda a esfera sexual, de acordo com a norma moral, ou seja, procura que a sexualidade esteja de acordo com a moral e as leis naturais. Dentro das funções principais da castidade, encontram-se: dominar e dirigir o prazer sexual e ajustar os atos sexuais à sua própria finalidade natural, isto é, conforme esta razão, ordenar nosso instinto sexual.

Isto não significa suprimir ou reprimir nossa sexualidade, mas marcar os limites indicados pela lei moral. Também não é sinônimo de continência, já que esta pode dar-se em sujeitos imaturos, sem problemas aparentes neste campo, cuja tranquilidade é periférica porque se obtém com uma forte repressão. As consequências não demoram em se manifestar por outros caminhos que aparentam não estar em relação direta com o sexo, mas que os próprios psicólogos têm sabido denunciar seu verdadeiro significado.

Alguém poderia pensar que a castidade se opõe ao amor, mas, ao invés, o favorece porque se opõe ao prazer egoísta que impede o amor chegar a sua plenitude humana e espiritual. Graças a esta virtude, a pessoa integra sua sexualidade à sua vocação, ou seja, ordena sua sexualidade para desenvolver o amor e o domínio de si mesma.

A castidade, como toda virtude, é uma tarefa e um trabalho pessoal. Isto significa que cada pessoa deve realizar um esforço predominantemente pessoal.

E pra terminar um vídeo maravilhoso do Jason Evert explicando a castidade.

O sentido de ser Imagem e Semelhança de Deus


por Escola de Fé Paulo Apóstolo - Tema 08

A obra de um artista é o reflexo de sua arte. Ainda que, às vezes, uma obra de arte não tenha a assinatura de seu autor, é possível descobrir de quem é a obra porque ali está refletida a sua personalidade. O homem é imagem de Deus. Vejamos alguns aspectos que manifestam a imagem de Deus no homem:

A dignidade da pessoa humana
Por ter sido criado à imagem de Deus, o ser humano tem a dignidade de PESSOA; não é tão somente alguma coisa, mas alguém. O homem é a única criatura da terra à qual Deus amou por si mesma. Só ele está chamado a participar, pelo conhecimento e pelo amor, na vida de Deus. Para este fim foi criado e esta é a razão fundamental de sua dignidade.

O homem é um ser inteligente
Os animais não pensam, mas o homem pode pensar e expressar seu pensamento com palavras. Sabe calcular, contar, medir etc..; fabrica motores, descobre a eletricidade. Distingue-se dos demais seres por sua razão ou inteligência, que é um reflexo da inteligência de Deus. Os animais louvam a Deus sem o saber; o homem o faz sabendo...

O homem é um ser livre
Os animais se governam por instintos e não podem agir de outra maneira; as plantas regem-se por leis as quais obedecem cegamente. O homem pode escolher; pode fazer uma coisa ou outra; pode fazer o bem ou o mal, pode cumprir ou não as leis que o Senhor lhe deu. Deus lhe concedeu a faculdade de escolher livremente. Deus quis o homem livre.

O homem é Rei e Senhor do Universo
Deus entregou o mundo ao homem para que o submetesse e transformasse. O homem pode domesticar os animais selvagens, desviar os rios, fazer saltar as pedras, cortar as árvores, etc.. Deus o quis assim. Sendo Deus o Dono e o Senhor de tudo, porque tudo criou e tudo lhe pertence, colocou tudo nas mãos do homem, para que este seja senhor e domine a terra. Nisto também se parece o homem com Deus, que lhe fez participar do dom de poder dominar sobre os animais, as plantas..., todo o universo.

O homem é imagem de Deus, sobretudo. pela graça
Ainda que em outro tema vamos explicar o que é a graça, é importante dar-se conta que, entre todos os benefícios que Deus deu ao homem, o que o assemelha mais a Deus é a graça santificante, que se recebe no momento do Batismo. A graça nos faz participantes da natureza divina, elevando-nos à dignidade de filhos de Deus.

Ao vivo na Twitcam

Estamos ao vivo na TwitCam (segue aí @gobranova) para todos vocês participarem, não importa onde estejam! É só apertar o Play.

Update: Foi muito bom partilhar esses momentos com vocês!

Junius Sancti 2011


Está à procura de uma resposta? Hoje temos encontro marcado, não esqueça! Junius Sancti 2011: Afetividade e Sexualidade, nos revelando o essencial de nossas vidas: o verdadeiro AMOR!

sábado, 23 de julho de 2011

A chave do teu coração


O seu coração tem uma senha, que só Deus, você ou o encardido sabem. Você escolhe para quem dar a chave. Na hora em que você reconhece seu pecado e se confessa, você entrega o controle de seu coração para Deus. E da parte de Deus você só pode esperar graça e paz. Mas, quando você não consegue confessar, quando guarda o pecado e vive na mentira, você entrega o controle do seu coração ao encardido. E ele, especialista em casca para esconder seu sacrário interior, começa a controlar você. E é por isso que você vive na tristeza, na angústia, na depressão e no desânimo. Qualquer coisinha está gritando, está berrando. Não fala com o pai, com a mãe. Dorme com o irmão no mesmo quarto, mas não se falam. Irmão com raiva de irmão. Você tem 18 ou 19 anos. É tão novo ainda, mas já tem raiva do ex-namorado, já tem raiva de muitas pessoas. Como é que você quer que o Espírito Santo se una a você na luta espiritual?

Quando permanecemos na casca, delegamos o controle de nosso coração ao encardido. Os frutos desse fechamento são: ódio, briga, divisão, ciúme, contenda, bebedeira, prostituição, homossexualismo, pornografia, masturbação, maconha, álcool, cocaína. É fácil descobrir!

Quem está com o controle? Como é que você pode dar o controle para alguém machucá-lo apenas com palavras? Não! Você é imagem e semelhança de Deus! Deus tem ciúmes de você! Você é d’Ele! O controle único da sua vida tem que estar na mão d’Ele. Porque Ele foi o único capaz de vir ao seu encontro e restituir a você a dignidade humana.

Assuma o controle. Viva na graça. Construa a paz. Entregue seu passado a Deus. Por pior que esse passado tenha sido, lembre-se sempre: seus pecados não atingiram seu sacrário interior.

Esse trecho do livro Gotas de Cura Interior, do Padre Léo, nos faz refletir sobre o que estamos fazendo com nossos corações e ter a certeza de que Deus é sempre a melhor opção.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Deus precisa dos jovens


Deus precisa dos jovens e isso é um, fato bíblico. Os homens que mudaram uma era foram grandemente usados por Deus, eram jovens ou foram chamados quando jovens. Lembremos de Moisés já velho, mas que fora chamado desde recém-nascido e Josué que acompanhava Moisés desde jovem.Podemos citar também: os profetas Daniel e Zacarias; os discípulos João evangelista, Lucas, Marcos e Paulo, que ainda jovens deram a vida por Deus e pela Salvação do povo de Deus.

Já que Deus pensa desta forma, não podemos pensar diferente. Deus tem uma missão grandiosa para nós, jovens, e não devemos fugir dela, mesmo com a nossa pequenez, a nossa pobreza e os nossos medos, pois Ele não olha para essas características. Deus não se limita às nossas dificuldades, mas utiliza do pouco que temos para fazer grandes obras em nós e no seu povo. Vemos isto, claramente, na vida de Moisés que era medroso e gago (cf. Ex 3 e Ex 4).

O que quero dizer é que não importa como somos e nem de onde viemos, pois, quem nos capacita é Deus. Basta estarmos abertos e aceitarmos a missão dele que é rico em poder e misericórdia.

Confira o resto dessa reflexão feita pela RRC de Bragança sobre o Jovem, sua missão e sua espiritualidade aqui.

terça-feira, 19 de julho de 2011

Os Pecados Capitais



Quem acompanha a gente pelo Facebook (add aí) deve ter percebido que hoje compartilhamos um link que fala sobre a prática das Virtudes Capitais. Foi pensando nisso que recolhemos mais um texto do maravilhoso site Bem da Hora que mostra o que essas virtudes combatem: Os Pecados Capitais.

Os Pecados Capitais ou Doenças Espirituais são aqueles que dão origem a todos os outros pecados. Todos os pecados que cometemos são sempre uma variação de um dos pecados capitais, ou ainda, uma combinação de mais de um pecado capital. Aqui estão explicados de forma simples cada um deles e tem as passagens bíblicas que vão te ajudar a entender melhor:

Soberba ou Orgulho
Quando nos achamos melhor que todo mundo, não respeitando o próximo e passando por cima de tudo e de todos. Você se torna o seu próprio Deus pois a glória de tudo o que você faz sempre vai para você mesmo.(Eclesisástico 10,15; Romanos 3,27; Gálatas 6,4; Mateus 18,3)

Luxúria
Apego aos prazeres sexuais. Sua vida passa a girar em torno do sexo. Se você vê um homem/mulher já pensa em sexo. Como exemplo da luxúria podemos citar: o adultério (traição) e a fornicação (sexo fora do casamento), cobiçar a mulher/homem do próximo, a masturbação, o homossexualismo e lesbianismo, a zoofilia (sexo com animais). (2Pedro 2,13; Levítico 18, 20.22; Êxodo 20,17; Mateus 5,27; 1Coríntios 6,15; Gênesis 38,9-10)

Avareza
É o amor ao dinheiro. O dinheiro passa a ser tudo para você e você acredita que com o dinheiro pode fazer tudo e comprar tudo, inclusive as pessoas. Seu deus se torna o dinheiro. (Mt 6,24; 1Timóteo 6,10; Marcos 10,21-22; João 12,5-6)


Inveja
Quando queremos ter algo igual só porque o outro tem, é o famoso “olho gordo”. Não consigo em alegrar com as vitórias e conquistas do outro (Sabedoria 2,24; Gênesis 4,1-16; Mateus 10,42-43; 20,1-16; Gênesis 37,4; 1Samuel 18,6-16)

Ira
Quando brigamos a toda hora e com qualquer pessoa mesmo sem ter motivo. Quando guardamos mágoa ou rancor por alguém e não perdoamos como Jesus nos manda. (Mt 5,22; 21,12; 23,27)]

Gula
Quando comemos até não agüentar mais, chegando até mesmo a passar mal. Quando já saciamos nossa fome mas comemos o bife do outro deixando-o sem comida. (Filipenses 3,19; Isaías 5,11)

Preguiça
Quando temos todo tempo do mundo a nossa disposição e mesmo assim deixamos de fazer as boas coisas em função de Deus e do próximo. (Eclesiástico 33,28-29; Provérbios 24,30-31; Ezequiel 16,49; Mt 20,6)

Tomemos todo cuidado com esses pecados que nos rondam o tempo todo e que acabam nos afastando de Deus, da nossa liberdade e da verdadeira felicidade. E sempre lembremos que: o Pecado nos tira do alvo!

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Será que sei namorar?


Namorar todo jovem quer, mas como fica os princípios de Deus num namoro cristão? Como devem se comportar, agir e continuar um namoro dentro das bênçãos de Deus? É para esclarecer esses e outros questionamentos que estamos publicando mais um vídeo para vocês. Dessa vez ele é do site Destrave!


Nós gostamos das dicas e esperamos que vocês também tenham gostado. Porém, o mais importante é colocar em prática esses ensinamentos tão importantes para a construção de uma vida a dois verdadeiramente feliz!

domingo, 17 de julho de 2011

Jornada Arquidiocesana da Juventude

Enraizados e edificados na fé em Cristo (Cl 2,7)

Neste ano teremos a Jornada Mundial da Juventude, em Madri. (Se você ainda não sabe muito bem o que é a JMJ, clique aqui). Então, aproveitamos a oportunidade para celebrarmos, em nível Arquidiocesano, uma Jornada com toda a juventude da Arquidiocese e para te convidar a participar com a gente.

Sabemos que "a Igreja vê na juventude a constante renovação da vida da comunidade. A juventude é o símbolo da Igreja, chamada à uma constante renovação de si mesma..." (Conferência Geral de Medellín- Doc. 85). Portanto, contamos com a participação de vocês para aprofundarmos e vivenciarmos a nossa fé e testemunharmos que Jesus é o Caminho, é Vida e Comunhão.

O principal objetivo das jornadas é "fazer a pessoa de Jesus o centro da fé e da vida de cada jovem..." (João Paulo II- carta ao Cardeal Pironio, 8/5/1996). E o Papa Bento XVI acrescentou: "as JMJ querem contribuir para reavivar em cada jovem um amor que une as pessoas..." (Mensagem para XXII JMJ, 1/4/2007).

Sua presença é importantíssima e indispensável!

Informações
Local: Centro de Evangelização Angelino Rosa (CEAR) na cidade Gov. Celso Ramos
Data: 28 de agosto de 2011
Horários: 08h30min às 18h
Tema da jornada: "Enraizados e edificados na fé em Cristo" (Cl 2,7)
Almoço: cada grupo é livre de trazer o seu almoço. Haverá venda de lanches e bebidas no local.
Contato: (47) 3365-1884 [Pe. Josemar Silva]

Em breve daremos mais informações sobre como o GON participará da JAJ. Enquanto isso, recomendamos que você se entretenha nos sites da JMJ e nos vídeos do Youtube, que são incríveis e mostram um pouquinho do acontece durante o evento.

sábado, 16 de julho de 2011

Junius Sancti 2011


O Junius Sancti está de volta! Dessa vez em sua quinta edição e com o tema: Afetividade e Sexualidade – A juventude segundo os planos de Deus.

Sabemos que atualmente os jovens necessitam de esclarecimentos sobre sua vida afetiva e sexual para compreenderem o plano de Deus para nós. Em todos os tipos de mídia, a imagem do amor é distorcida, e infelizmente em muitos lares também. Por isso, teremos um dia especial para tratar do assunto e ficaríamos muito felizes que você fizesse parte.

Quem pregará é o Samir, da Comarca da Ilha, que já tem experiência no assunto Afetividade e Sexualidade. A animação será feita pelo Ministério de Música Jerusalém, de nossa paróquia.

Local: Salão Paroquial – Paróquia São João Batista / Itajaí - SC
Data: 24 de julho de 2011
Horário: Início às 8h30min e encerramento às 17h com Missa
Investimento: Zero, o evento é gratuito com direito a café da manhã, almoço, lanche e muita diversão
Informações: Coordenação

Inscrição
Você pode fazer o DOWNLOAD da sua inscrição clicando aqui. Para entregá-la, você pode imprimir e combinar de entregar à alguém da Coordenação ou preencher e enviar por e-mail (que é bem mais fácil, né).

Venha viver conosco este dia de intimidade com Deus, que nos ajuda viver a juventude segundo os planos perfeitos do Senhor. Nos vemos em breve. ;)

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Afinal, o que é o Junius Sancti?


É um super dia de evangelização, no qual o jovem é chamado a revolucionar a sua vida através do encontro pessoal com Jesus Cristo. É, também, uma operação de resgate das ovelhas perdidas e de consolidação de jovens já inseridos na Igreja.

O Junius Sancti é benção e graça nos tempos de hoje, por resgatar no coração do jovem aquilo que o mundo quer sufocar: a vontade de fazer da vida algo grande, de perseguir um ideal, a recusa de se deixar submergir pela mediocridade, a coragem de se empenhar, com humildade e perseverança, no aperfeiçoamento de si próprio e da sociedade, tendo Cristo como amigo íntimo e pessoal (Papa João Paulo II).

Durante o evento, dá-se uma noção básica aos jovens de que Deus em sua misericórdia infinita enviou seu único filho para salvar o mundo e devolver o direito à graça, livrando-nos do pecado para que busquemos a santidade através da intimidade com Ele.

O encontro pessoal com Cristo entusiasma o jovem a assumir a aventura de uma juventude entregue a Ele e essa aventura tem início quando o jovem é inserido no contexto de uma estória (que cada ano tem um tema diferente) vivida durante todo o evento.

Através do Junius Sancti, os jovens podem sentir, por meio de orações, pregações, louvores, dinâmicas, entre outros, a alegria que Deus tanto deseja para cada um de nós, e, depois, ter a chance de permanecer nesse Céu e viver uma juventude completamente abençoada.

Por tudo isso, a cada ano que passa o GON ganha mais experiência e cresce na certeza de que a realização do Junius Sancti é de valor espiritual inestimável. Que venham muitos JS por aí!

Olhar Interior: Uma hora tudo vem à tona


Por que tantas mentiras?


Porque a mentira, mãe de tantas outras fraquezas, nunca anda sozinha. Cada mentira precisa sempre de uma outra para apoiar-se. Assim, de mentira em mentira, existem pessoas vivendo uma “pseudovida” fragilmente sustentada por invenções, pura alucinação.

Quem mente é costumeiramente solitário (e diz que não o é!), possui e cultiva falsas amizades e sofre sem contar para ninguém. A verdade, mesmo que custe muito e apareça aos poucos, é o único remédio para tamanha dor e doença.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Cinco dicas de livros para ler debaixo das cobertas

Com as férias chegando (para alguns) e o frio batendo à nossa porta, ficamos com vontade de não sair do quentinho das cobertas de jeito nenhum. Por isso, recomendamos essas cinco leituras para você passar o tempo ocioso aquecido e bem informado.

Gotas de cura interior – Pe. Léo
Neste livro, padre Léo nos ensina que toda liberdade traz uma igual dose de responsabilidade: precisamos de constância, perseverança, atitude e da tranquilidade para esperar nossos bons frutos amadurecerem. Com bom humor, linguagem direta, diversas histórias ilustrativas e o respaldo da Palavra, vamos conhecendo as gotas do perdão, do amor, da perspectiva positiva da vida, da valorização do tempo presente.

Jovem, o caminho se faz caminhando – Dunga
Uma grande cura para a nossa vida é a alma saciada por Deus. A sede de Deus, a fome por seus projetos fazem brotar em nós uma procura interior que nos conduz a Ele. A instrução de Deus aprende-se a caminho. Cada conflito de nossa vida nos faz entender melhor o que Ele espera de nós.

Desculpa Deus, ainda não sei rezar – Pe. Zezinho
“Acabo de descobrir uma verdade que machuca. Eu pensei que sabia, mas infelizmente constato que realmente não sei rezar.” Se você já fez essa mesma experiência, então este livro foi escrito para você. O autor não quer ensinar você a rezar, mas quer ajudá-lo a aprender a rezar rezando, abrindo-se à graça de Deus.

Santos de Calça Jeans – Adriano Gonçalves
Se você é um jovem que desiste muito fácil, quando os problemas começam a aparecer... Esquece! Este livro não é pra você! Este livro é para quem acredita, como o Papa, que todo cristão deve buscar a Santidade. É para os jovens que acreditam que as palavras de Monsenhor Jonas Abib: “- Ou Santos, ou Santos!” são para eles e assumem isso pessoalmente.

Namoro – Felipe Aquino
O namoro tem se transformado em triste experiência para muitos jovens, porque perdeu o seu sentido. Para muitos se tornou apenas uma ''aventura'' ou uma ''transa' 'perigosa. Neste livro sobre o namoro, o autor apresenta a sua importância para os jovens, já que poderão se preparar bem para o namoro, sem deixar que o seu relacionamento se transforme em algo triste ou vazio.

Para nossa maior segurança, decidimos não colocar mais em nosso blog links de download de livros, CD’s ou DVD’s. Porém, existem outras formas de se obter a leitura: comprando o danado do livro, pegando de alguém emprestado ou googlando.

Essas são as nossas sugestões; quais são as de vocês?

quarta-feira, 13 de julho de 2011

XXII Kairós


A RCC Floripa estará promovendo no dia 17 de julho de 2011, o XXII Kairós da Juventude. O evento será realizado na Igreja Matriz de Antônio Carlos e terá como tema “Enraizados e edificados em Cristo, firmes na fé."Ainda contará as presenças de Juninho, da Comunidade IDE e do ministério de música Leão de Judá, da Comarca de Itajaí.

É um dia especial para a juventude, então nós, jovens, temos mais é que aproveitá-lo ao máximo. Se você ainda não confirmou presença saiba como proceder se informando com a Coordenação do GON. Agora, se você já confirmou presença, conta pra gente o que espera do evento (porque estamos curiosos para saber).

terça-feira, 12 de julho de 2011

O exemplo de quem sabe tudo sobre liderança

por Padre Henrique Santos Filho

Quando iniciou o seu ministério, Jesus chamou quatro pescadores do mar da Galiléia e lhes disse: “Vinde após mim, e eu farei que vos torneis pescadores de homens” (Mc 1,17). Naquele dia, Jesus assumiu um sério e ousado compromisso. Até então aqueles homens nunca haviam pensado em ministério religioso. Não conheciam a mente de Deus nem a psicologia humana. Não tinham preparo teológico, missionário ou acadêmico. Não amavam o suficiente nem eram pacientes. Os defeitos pessoais pesavam mais do que as virtudes. Cada um queria ter maior privilégio que o outro.

Mas aquele a quem chamamos de o Mestre dos mestres deu conta do recado. O sucesso absoluto de Jesus como preparador e treinador de pescadores de homens veio através das seguintes providências:

Convivência
Jesus os designou “para que estivessem com ele” (Mc 3,14). Eles estavam sempre com o Senhor - nas viagens, nas curas, nos milagres, nas conversas, nos atritos, na canseira, nas hospedagens e nas refeições. O contato era tão intenso que, mais tarde, o próprio Sinédrio reconheceu que Pedro e João “haviam estado com Jesus” (At 4,13).

Estágios
Os evangelhos dizem que “chamou Jesus os doze, e começou a enviá-los a dois e dois” (Mc 6,7), “a pregar o reino de Deus, e a curar os enfermos” (Lc 9,2). Muitas coisas só se aprendem fazendo.

Correções
Qualquer erro de interpretação, de conduta ou de reação cometido pelos apóstolos era imediatamente corrigido por Jesus. Apenas um exemplo: “Por que sois tímidos? Ainda não tendes fé?” (Mc 4,40).

Assimilação
Jesus deu aos apóstolos a capacidade de se apropriarem progressivamente de sua autoridade, idéias e sentimentos. Graças a este processo de aprendizagem, Pedro e João declararam ao Sinédrio: “Pois nós não podemos deixar de falar das coisas que temos visto e ouvido” (At 4,20). Em suas cartas, tanto João (1 Jo 1,1-3) como Pedro (2 Pe 1,16-21), insistem no fato de que o ensino deles está firmado naquilo que eles ouviram, viram e apalparam com as próprias mãos.

Ora, o resultado fantástico que Jesus obteve no preparo da liderança só é visto no livro de Atos. Por maior que seja a influência do Pentecostes sobre os apóstolos, não se deve desprezar a parte que coube ao próprio Jesus, no período imediatamente anterior ao derramamento do Espírito. Jesus de fato transformou aqueles pescadores de peixes em pescadores de homens, exatamente de acordo com o compromisso assumido às margens do mar da Galileia.

Jesus não mudou. Hoje, como há dois mil anos, ele deseja operar a mesma transformação na vida dos seus discípulos. Você está pronto?

sábado, 9 de julho de 2011

Duas forças que Deus colocou em nós


A juventude é uma bela época da vida.

É nesta fase que tomamos as decisões mais importantes: que profissão escolher, com quem casar, como viver a vida religiosa, etc.

É o momento em que o jovem desperta para a busca de sua complementação com uma pessoa do outro sexo, ou então decide abrir mão da vida conjugal para ser inteiramente de Deus.

Qualquer que seja o caminho escolhido, sempre será muito forte a sua afetividade e a sua sexualidade, duas forças enormes que Deus colocou em nós e que não as deu aos animais. Bem orientadas e usadas, essas duas belas energias nos fazem felizes, mas, se desequilibradas, podem gerar muitas dores e lágrimas.

A vida do homem e da mulher, vivendo juntos no amor recíproco que os faz crescer e multiplicar (cf. Gênesis 1,28), é um belo desígnio de Deus, Ele quis fazer do casal humano a “fonte da vida”. Sem respeitar esse projeto de Deus, jamais o homem, a mulher e a humanidade serão felizes. Somente quem criou o homem pode dizer como ele deve viver; ninguém mais.

Mas para que tudo isso aconteça bem, para que cada homem e cada mulher vivam esta realidade, é preciso que sejam saudáveis em sua afetividade e em sua sexualidade, pois por meio dessas faculdades, passará a estrada do amor e da vida. Portanto, cada um precisa cuidar de si mesmo para poder fazer o outro feliz. É preciso ter a lucidez e a coragem de “olhar para si mesmo”, com o olhar amoroso de Deus, e perguntar: Como vai a minha vida?

É preciso perguntar-se: Será que eu sei amar de verdade ou será que vivo uma caricatura de amor? O amor é belo e tem muitas faces, mas é preciso “possuir-se” para saber amar. Ninguém dá o que não possui.

Para amar de verdade e construir o outro, eu preciso ser livre, não escravo de mim mesmo e de minhas paixões.

Se a afetividade e a sexualidade forem desordenadas no jovem, o seu namoro não poderá ser feliz, pois haverá muitos problemas. Corre-se o risco de fazer dele, não um tempo bonito de “conhecer o outro” e de crescer juntos, mas uma aventura dominada e perdida no turbilhão das paixões, com muitos riscos e muitas destruições.

Quando o jovem encontra o equilíbrio na sua afetividade e sexualidade, logo entende o enorme valor da castidade até o casamento, que será para ele como uma escola de amadurecimento pessoal em preparação para esse sacramento.